sexta-feira, dezembro 20, 2013

quarta-feira, dezembro 18, 2013

quarta-feira, dezembro 04, 2013

Fortuna é



Fortuna é ter sempre ambições,
Fortuna é um arquivo de emoções.

Ser simplesmente
Código diferente,
Amealhar toda a gente...

Fortuna é um cofre forte de visões,
Fortuna é um banco de memorizações.

Juro presente,
Vale pendente,
Conta corrente de alguém
Que sabe que a vida é um empréstimo banal
E a morte apenas o preço, o preço final

Fortuna é monopólio de ilusões,
Fortuna é um cheque de ilustrações.

Ser simplesmente
Código diferente,
Amealhar toda a gente
Que sabe que a vida é um empréstimo banal
E a morte apenas o lucro, o lucro final

Fortuna é ter sempre ambições,
Fortuna é um arquivo de emoções.

Juro presente,
Vale pendente,
Conta corrente de alguém
Que sabe que a vida é um empréstimo banal
E a morte apenas o preço, o preço final,
Que sabe que a vida é um empréstimo banal
E a morte apenas o lucro, o lucro final.


Rui Reininho
Foto retirada da net

segunda-feira, dezembro 02, 2013




Amo-te tanto meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.


Vinícius de Moraes
Imagem retirada da net