quarta-feira, abril 28, 2010

That's not my job

Numa certa empresa, havia 4 funcionários que se chamavam, Toda-a-Gente, Alguém, Qualquer-Um e Ninguém.

Certo dia, chegou um trabalho importante para fazer e Toda-a-Gente tinha a certeza que Alguém o faria.
Qualquer-Um podia fazê-lo, mas Ninguém o fez.
Então Alguém ficou furioso porque era um trabalho para Toda-a-Gente.
Toda-a-Gente pensou que Qualquer-Um podia fazê-lo, mas Ninguém constatou que Alguém não o faria.
No final, Toda-a-Gente culpou Alguém, quando verificou que Ninguém fez o que Qualquer-Um podia ter feito.


Recebido por e-mail

segunda-feira, abril 26, 2010

Amor Vivo



Amar! Mas dum amor que tenha vida...
Não sejam sempre tímidos harpejos,
não sejam só delírios e desejos
duma doida cabeça escandecida...

Amor que viva e brilhe! Luz fundida
Que penetre o meu ser - e não só de beijos
dados no ar - delírios e desejos -
mas amor... dos amores que têm vida...

Sim, vivo e quente! E já a luz do dia
não virá dissipá-lo nos meus braços
como névoa de vaga fantasia...

Nem murchará o sol à chama erguida...
Pois que podem os astros dos espaços
contra uns débeis amores... se têm vida?



Antero de Quental
Imagem retirada da net

domingo, abril 25, 2010

Tanto Mar



Foi bonita a festa, pá
fiquei contente
'inda guardo renitente, um velho cravo para mim

Já murcharam tua festa, pá
mas, certamente
esqueceram uma semente nalgum canto de jardim

Sei que há leguas a nos separar
tanto mar, tanto mar
Sei também como é preciso, pá
navegar, navegar

Canta a Primavera, pá
cá estou carente
manda novamente algum cheirinho de alecrim



Chico Buarque

quarta-feira, abril 21, 2010

The Sweetest Thing



Quero lamber todo o teu corpo. Saborear, descobrir cada pedaço teu.
As minhas mãos acariciando as tuas mamas, percorrendo as tuas pernas, explorando o teu sexo.
Com esta sede, embriagar-me com o teu suculento mel.
Com esta fome, saciar-me entre as tuas coxas.
Quero fazer-te minha, possuir-te toda nua.
Sentir, apaixonado, o intenso prazer de te amar, de ser teu.
Sentir, em delírio, o meu prazer a jorrar dentro de ti.
E, sossegada a paixão, dar-te um doce, terno e demorado beijo na boca.
Depois, sussurrar-te ao ouvido uma confissão:
- Amo-te!



Toni
Foto retirada da net

quarta-feira, abril 14, 2010

Primeiro dia



(...)

Enfim duma escolha faz-se um desafio
enfrenta-se a vida de fio a pavio
navega-se sem mar, sem vela ou navio
bebe-se a coragem até dum copo vazio
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

(...)



Sergio Godinho
Imagem retirada da net

segunda-feira, abril 12, 2010

Para ti



Deixas-me tonto de paixão...
Há tantas declarações de amor para escrever no teu corpo.

E quando as minhas mãos te deixarem nua, saberás que não é o profundo desejo e a intensa paixão que te despem, mas sim o mais terno, carinhoso, sincero e sentido amor.
O mesmo amor que vai beijar-te toda, descobrir cada curva do teu corpo, as delícias das tuas mamas, abrir-te as pernas e delirar com o teu sabor de mulher, a escorrer-me pela boca.

E louco de amor, vou sentir como és deliciosamente macia, enquanto mergulho na tua humidade cheia de calor.
Vou gemer, vou gritar por ti, sentindo o maior de todos os orgasmos, inundar-te com o meu delírio.
Depois, ainda ofegante, olhar no fundo dos teus olhos, mostrando-te o amor que as palavras vão confessar a seguir...



Toni
Foto retirada da net

segunda-feira, abril 05, 2010